Buscar
  • Soy FLY

Tudo o que você precisa saber sobre exame PCR para COVID-19 antes de viajar

Actualizado: abr 9

<a href="https://www.kqzyfj.com/click-100214072-13839185?sid=skyscaner+banner+larg" target="_top">

<img src="https://www.ftjcfx.com/image-100214072-13839185" width="970" height="90" alt="" border="0"/></a>

Sabemos que viajar é especialmente difícil agora. Mas enquanto mantemos as informações sobre o coronavírus atualizadas, também queremos continuar inspirando novas viagens. Assim, quando o mundo voltar a abrir as portas, você estará pronto.

Por conta de sua eficácia no diagnóstico para o novo coronavírus, o exame PCR faz parte das novas regras de entrada em diversos países. Pensando nisso, montamos esse guia com as informações essenciais sobre o teste exigido em viagens internacionais durante a pandemia. Confira!

Atenção: este artigo foi atualizado pela última vez em 11 de fevereiro de 2021 e estava correto no momento da postagem.




Quais tipos de testes COVID-19 são indicados para viajar?

O exame RT-PCR ou simplesmente exame PCR / teste PCR é o principal teste exigido em viagens internacionais. Esse teste molecular é capaz de detectar a presença do vírus até doze dias depois do início dos sintomas.

Importante notar que NAAT, RT-LAMP e LAMP são outras siglas que se referem ao mesmo tipo de teste molecular usado para diagnóstico de COVID-19.

Como é feito o teste?

Para fazer um exame PCR, é necessário um pedido médico e, geralmente, apenas pessoas com sintomas são aconselhadas a realizá-lo. Caso você precise viajar para o exterior e o exame seja um dos requisitos de entrada, você pode solicitar o teste diretamente com o laboratório de sua preferência.

Depois de marcar o exame, basta comparecer à unidade hospitalar para o procedimento: por meio de cotonetes, serão coletadas amostras do nariz e da garganta. E então, é só aguardar o resultado.

O resultado será emitido como um certificado, e deve conter também seus dados de identificação. No caso de viagens internacionais, será necessário apresentar uma versão válida do documento em inglês.

Nota: você encontrará detalhes específicos e atualizados a respeito dos requisitos de entrada nos sites oficiais do governo local do país que pretende visitar.



Quais destinos exigem exame PCR para coronavírus?

A apresentação de um resultado negativo do exame RT-PCR (certificado negativo) para coronavírus passou a ser uma exigência entre a maioria dos países, inclusive os que têm restrições moderadas para brasileiros.

É o caso da Argentina, Paraguai, Bolívia, Equador e Irlanda, países com fronteiras abertas para o Brasil, até o momento dessa postagem.

O resultado negativo do exame também deve ser apresentado por quem vai acessar o território nacional de avião. A exigência segue válida por tempo indeterminado, tanto para estrangeiros quanto para cidadãos com passaporte brasileiro.

Lembrando que, com fronteiras abrindo e fechando, bem como restrições de viagem mudando o tempo todo, é imprescindível acompanhar as atualizações em sites oficiais. Dublin, Irlanda – País exige certificado negativo do exame PCR para COVID-19.





Quanto tempo antes da viagem o teste deve ser realizado?

Para marcar o seu exame PCR, você precisa levar em consideração três fatores:

  1. Data do seu voo;

  2. Tempo de espera para sair o resultado do exame;

  3. O prazo máximo de emissão do resultado estipulado pelo país.

A maioria dos países aceita apenas certificados negativos emitidos até 72 horas antes do embarque, mas há exceções – como é o caso do Equador. O país permite que o resultado tenha sido emitido até 10 dias antes do voo.

Confira o prazo do país em nosso mapa com restrições de viagem e confirme a informação atualizada nos sites governamentais locais.

Em quanto tempo sai o resultado do exame PCR?

Depende da unidade responsável pelo exame. Os prazos variam entre 48 e 72 horas, podendo chegar a 5 dias úteis. No aeroporto de Guarulhos, porém, o laboratório CR Diagnósticos entrega os resultados em 4 horas.

Qual o valor do exame PCR?


O teste é gratuito nas Unidades Básicas de Saúde. Na rede particular, os preços variam entre R$ 280 e R$ 500. Se você estiver voltando para o Brasil, o preço será cobrado na moeda local. Os valores variam de país para país.

Onde fazer o teste PCR?

Você deve procurar um laboratório ou unidade hospitalar para agendar o exame. Em São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador, por exemplo, as Unidades Básicas de Saúde realizam o teste apenas com indicação médica.

Uma unidade particular, portanto, pode facilitar todo o processo. Mesmo que a maioria também exija encaminhamento médico, é possível tentar agendamento explicando a necessidade do teste para a viagem.


Onde fazer o exame PCR fora do Brasil?

Se você for voar de volta para o Brasil enquanto a determinação da ANVISA estiver em vigor, terá que apresentar um resultado negativo do exame PCR para coronavírus antes do embarque. Nesse caso, contar com um seguro viagem com cobertura para coronavírus, facilita. De qualquer forma, também é possível encontrar laboratórios particulares com uma busca simples no Google.

Para exemplificar, abaixo indicamos sites com informações sobre o teste nos principais países com voos disponíveis para o Brasil. As páginas a seguir foram encontradas por meio de buscas no idioma local de cada país. Confira!

  • Argentina: Aclimu Laboratório, localizado em Buenos Aires. O exame custa a partir de $5500 pesos argentinos;

  • México: Laboratório Chopo, com vários endereços em território mexicano. O teste custa a partir de $3195 pesos mexicanos;

  • Irlanda: é possível fazer o teste PCR no aeroporto de Dublin. Custa a partir de € 129.

Nota: preços e prazos apurados durante a postagem. Podem mudar sem aviso prévio. O Skyscanner não possui vínculo com nenhum laboratório citado. Dados apresentados apenas como indicativos.



O que fazer depois do resultado?

Com resultado negativo em mãos, você pode seguir viagem como programado. Agora, pode acontecer de você ser assintomático e ser portador do vírus. Nesse caso, o primeiro passo é recuperar a calma e seguir o protocolo, que inclui isolamento social por 14 dias. Então, será necessário remarcar a viagem. Entre em contato com a companhia aérea, e verifique o que pode ser feito no seu caso.

Vale lembrar que muitas companhias aéreas têm ampliado a oferta de passagens flexíveis, mas as regras variam dependendo dos termos e condições dos bilhetes. Leve esses detalhes em consideração antes de fazer qualquer reserva.

Outras dúvidas sobre o exame PCR e viagens

Qual a diferença entre teste PCR e sorológico?O exame PCR é feito por meio de amostras coletada nas mucosas (nariz e garganta), enquanto o sorológico é um teste sanguíneo. Outra diferença entre os dois: enquanto o sorológico indica a presença de anticorpos, o PCR detecta a presença do material do vírus.

Qual valor do teste COVID-19 na farmácia?As farmácias oferecem dois tipos de testes rápidos: o de anticorpos e o de antígeno. Ambos resultados ficam prontos em minutos, mas não servem como diagnóstico. Por isso, não são aceitos no caso de viagens. O preço médio do teste de COVID-19 em farmácias é R$ 100.

Quando fazer teste para COVID-19?Os testes devem ser feitos especialmente por pessoas sintomáticas e, agora mais do que nunca, por viajantes. Mesmo que em território nacional o exame seja requisito somente para chegar a Fernando de Noronha, viajar com a certeza de não portar o vírus é uma dessas obrigações assumidas por quem preza por viajar de forma consciente.



10 vistas0 comentarios

Entradas Recientes

Ver todo
FLY Radio para viajeros

Fly

FLY Radio Para Viajeros y Podcast

Travel Radio

fly radio música para viajar
Haz parte de nuestra comunidad!
Faça parte da nossa comunidade!